Rio e mar - LikeaPoem.com

 ·   ·  9404 posts
  • 3 followers
Poem

Rio e mar

Rio permita-me deslizar em suas águas,

límpidas, tranqüilas, transparente.

Permita-me sentir este toque divino

de estar recebendo,

esta grandeza, de desfrutar

desta sua beleza.

Até que você deságüe no mar

e eu tenha que enfrentar

as mais severas ondas

e descer até o mais profundo abismo

dos mares.

Rio me faz conhecer o seu interior

de beleza,e maravilhas sem fim.

Desfrutar de toda a sua grandeza

e majestade,

até que você deságüe suas águas

límpidas e calmas no revolto e

agitado mar.

Rio me mostre suas profundezas

pois preciso saber como és,

até que você deságüe suas águas

no revolto e agitado mar.

E já não mais poderei sair,

me afundarei, e não terás ele,

nem pena e nem cuidado de mim...

E dali jamais sairei,pois,

profundas são suas águas.

Oh! Mar arrastas a destruição

quem em ti se afogar,ou se banhar.

Mar!mar!como és bonito de se olhar.

Quão profundos tesouros em ti

há de se encontrar.

Quantos náufragos escondes,

dentro do abismo que há em ti.

Oh, mar !grande e doce mar,

de águas salgadas,pronto a matar

quem em ti se aventurar.

Sei que fui jogada, arremessada

contra ti.grande mar...tenhas pena

tenhas dó de mim.

Quero voltar para meu tranqüilo,

límpido e doce rio, de onde

eu nunca deveria ter saído.

Leva-me de volta grande mar...

Preciso minha paz recuperar.


Este poema fue publicado en tupoema.com.ar por el usuario
  • 37
  • More
Comments (0)
      Login or Join to comment.
      xxx
      by